sábado, 12 de janeiro de 2008

Caos... Antes do Cais


Foi hoje de manhã
que descobri quando...
E com quanto
soçobrou o bardo
que virou no rio o barco
transbordou no mar
sua embarcação
Casca de nós sobre as ondas
Um barquinho leve
perdido totalmente
Maré alta de ressaca
Santo de casaca
Homem nu de pé na proa
Remo de nau sem destino
Marinheiro sem arrimo
Timoneiro sem timão
Na tempestade profunda...
O mundo em barafunda
no caos ondulante do mar
Marujo na gávea ancorado
espreitando o velho mar...
Onda quebrando na quilha
Barco adernando na ilha
Nau encalhada na areia
Grumete pisando calhau

2 comentários:

Esconderijo da Bandys disse...

Grande Raulzinho,
Valeu pela visita!Agora estaremos mais perto, voce la e eu ca, rsss
Adorei! Acho que venho aqui roubar umas gravuras , posso??
Beijão

Esconderijo da Bandys disse...

linkei voce la.
beijos